ABQ - Academia Brasileira da Qualidade

A Academia Brasileira da Qualidade (ABQ) é uma organização não governamental e sem fins lucrativos, tendo como membros participantes pessoas experientes e de reconhecida competência profissional adquirida ao longo dos anos – nas universidades, nas empresas e em outras organizações privadas ou públicas – em atividades relacionadas à engenharia da qualidade, à gestão da qualidade e à excelência na gestão. A administração da ABQ é realizada por um colegiado eleito entre os membros, de acordo com seu Estatuto.

 
Fatores que levam ao sucesso ou fracasso em projetos
Pesquisa sobre projetos bem ou moderadamente bem sucedidos
ABQ - Associação Brasileira da Qualidade
Publicado em: 26/05/2017

 

 

Opções ao explicar os resultados de projetos bem ou moderadamente bem sucedidos

 

      • 1.  Tamanho do projeto (dimensionado apropriadamente) – não demasiado grande
      • 2.  Apoio da gerência sênior e priorização
      • 3.  Envolvimento e comprometimento do dono do processo
      • 4.  Líder do projeto (proporcionou boa liderança)
      • 5.  Mínima complexidade do processo (talvez com frutos fáceis de colher)
      • 6.  Metas do projeto (definidos propriamente e claros)
      • 7.  Espírito de colaboração entre chefes de departamento ou intra-departamento
      • 8.  Boa coesão na equipe do projeto
      • 9.  Bom sistema de medição (capaz de coletar e relatar dados válidos)
      • 10.  Bom sistema de controle para o processo

 

 

 

Pesquisa sobre projetos bem ou moderadamente mal sucedidos ou fracassados

 

 

Opções ao explicar os resultados de projetos mal sucedidos ou fracassados

1.  Tamanho do projeto (muito grande, inadministrável)

2.  Pouco apoio da gerência sênior e baixa priorização

3.  Pouco ou nenhum envolvimento  do dono do processo

4.  Falta de capacidade e interesse do líder do projeto

5.  Processo extremamente complexo

6.  Falta de metas do projeto definidas claramente

7.  Pouca ou nenhuma colaboração entre departamentos ou intradepartamento

8.  Metas do projeto mudando continuamente

9.  Baixa coesão da equipe

10. Sistema de medição deficiente

11. Pouco ou nenhum mecanismo de controle para manter o processo funcionando bem

 

4 principais razões para os resultados dos projetos

 

Pos.

Projs. bem sucedidos

Moderadamente

Projetos fracassados

1

Líder do projeto efetivo/ eficaz

Metas do projeto definidas propriamente e claras

 

Pouco ou nenhum envolvimento do dono do processo

2

Coesão na equipe do projeto

 

Bom sistema de medição (capaz de coletar dados válidos)

Pouca ou nenhuma colaboração entre departamentos ou intra-departamento

3

Bom sistema de medição  (capaz de coletar dados válidos)

Projeto dimensionado apropriadamente – não demasiado grande

Processo extremamente complexo

 

4

Envolvimento/ comprometimento do dono do processo

Mínima complexidade do processo (frutos fáceis de colher)

Líder do projeto não efetivo/ eficaz

 

(Liderança do projeto)

(Dinâmica do projeto)

(Liderança do projeto)


Traduzido de Subject to Review – Factors that lead to success or failure in healthcare

projects - Todd Creasy

 

 

Quality Progress, Fev. 2017 – BVD – 11-4-2017

 

Por Dídio Art & Design | © Todos os direitos reservados | 2015